quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O PALAVRÃO NOSSO DE CADA DIA!


Você está andando na rua, todo serelepe pimpão, quando de repente você dá aquela topada em uma pedra, tão forte que a unha do seu dedão se quebra toda e aquela dor insuportável o faz pular ridiculamente, e proferir *palavrinhas mágicas*

Quantas vezes no trabalho, seu chefe te enchendo o saco, te manda fazer coisas que você não deveria, ou simplesmente não gosta de fazer, fica no seu pé, te cobra, te cobra e por mais que você faça tudo certo ele nunca te elogia, você vive estressado, só de vê-lo aparecer na sua frente seu dia já se torna um martírio, e na verdade sua vontade é invadir a sala dele e cobri-lo com *palavrinhas mágicas*

Você tem um fim de semana MARAVILHOSO pela frente, há dias que você conta os minutos para chegar, e na véspera você é presenteado por aquela dor de dente insuportável, e apesar da intensa dor o impedir de proferir as tais palavrinhas, em seu pensamento elas estão soltas, borbulhando como água fervente...

Pois é...

Palavrões são libertadores, anestésicos, e na minha opinião, são feios e esdrúxulos apenas para quem os ouve, e dependendo de quem forem essas pessoas!
Eu não vejo mal algum em palavrões, e acho que são paradigmas de nossa sociedade, e assim como a frase de chamada do meu Blog, paradigmas foram feitos para serem quebrados.

Pesquisas recentes mostram que as “palavras sujas” nascem em um mundo à parte dentro do cérebro. Enquanto a linguagem comum e o pensamento consciente ficam a cargo da parte mais sofisticada da massa cinzenta, o neocórtex, os palavrões moram nos porões da cabeça. Mais exatamente no sistema límbico. É o fundo do cérebro, a parte que controla nossas emoções. Trata-se de uma zona primitiva: se o nosso neocórtex é mais avantajado que o dos outros mamíferos, o sistema límbico é bem parecido. Nossa parte animal fica lá e sai de vez em quando na forma de palavrões.

Lembrem-se da nostálgica Dercy Gonçalves:

Vão tudo tomar no CU, porra! Seus filhos da puta!Caralho!
Dercy Gonçalves sobre vocês

Tudo bem, para grande parte da população, a Dercy era uma velha desbocada, (o que é a mais pura verdade) e por não ser a coisa mais normal do mundo uma velha falando tantos palavrões, poderíamos pensar que ela se manteve na mídia até sua morte por conta disso, mas desde o início de sua carreira, mesmo em uma época em que os palavrões eram ainda mais reprimidos, a Dercy já esbravejava seus jargões de baixo calão por aí, e esse foi o grande marketing de sua carreira no teatro e principalmente na televisão. O fato dela utilizar palavrões de forma corriqueira, e substituir eventuais preposições e pausas por palavrões, a fez ainda mais famosa e amada pelos adeptos da “linguagem de mal gosto” *rs
Óbvio que em uma postagem sobre palavrões eu não poderia deixar de citar a Dercy, uma vez que ela é um mártir do palavrão brasileiro!

Porra, Puta que PARIUUUUUU um palavrão liberta, conforta, apazigua, e faz-me sentir melhor!

Existem palavrões ainda que dão sentido de grandeza ou rebaixamento, que podem ser xingamentos ou elogios, dependendo da ocasião em que você os proferir.

FODA!

Você é uma pessoa MUUUITO FODA!
Esse texto ficou FODAAA!

Então é assim... Valeu hein... Tu é foda!
Ela me largou... To muito triste, você sabe que essas coisas são foda!

PUTA QUE PARIU!

PUTA QUE PARIUUUU! Eu passei no vestibular!!!
Puta que PARIUUUUU ele bateu o Record mundial!

*Quando utilizadas de forma a escrachar, xingar, e atacar uma pessoa, o puta que pariu pode sofrer pequenas intervenções:

Ahhhh vá pra puta que “O” pariu!
Feio é a puta que “TE” pariu!

Dentre as centenas de palavrões que eu poderia elucidar, vou exemplificar com o mais clássico de todos, e que devido a sua simplicidade e complexidade mistas, encaixa-se em dezenas de momentos e orações diferentes.

CARALHO!

Mano, tu é DO CARALHO!
Essa música é do CARALHO!
CARALHOOOOOOOO ganhei na mega-sena!

Ahhhh vá pra casa do CARALHO!
Então chupa o meu CARALHO!!!

Cala boca, tu fala PRA CARALHO!
No céu existem estrelas PRA CARALHO!
Eu ando gastando dinheiro PRA CARALHO!!!

Lá no início do texto, quando eu descrevi o que acontece quando tropeçamos em uma pedra, com certeza, o primeiro xingamento que vem na minha cabeça é >> CARALHO! *rs

Como pertencem ao fenômeno linguístico, os palavrões nascem, se desenvolvem e morrem. Houve um tempo em que termos como diacho, vá para o Inferno ou desgraçado eram extremamente ofensivos pois, numa época muito religiosa, ir ao Inferno ou perder a graça de Deus era terrível. Palavras como chato ("desagradável como piolho do púbis") também perderam seu significado pejorativo e impacto ofensivo, enquanto outras passaram a ser ofensivas – como casa do caralho (a pequena cesta no alto dos mastros das caravelas) "puto" ("criança" em Portugal, mas "prostituto" no Brasil).

Os palavrões são culturais, tão culturais que se transpassam assim como a cultura, se reciclando e marcando fatos e manias de uma época! Canais mais dinâmicos como a MTV Brasil expressam palavrões e conseguem falar diretamente com os jovens, assim como acontece na internet.
Eu não estou aqui defendendo os palavrões, ou dizendo que todos tem que gostar, mas vivemos em um país livre, por isso, mesmo respeitando a opinião de todos, os palavrões existem e cada vez mais fazem parte da nossa sociedade!

Pra terminar, na minha opinião, palavrão é isso ó:

pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico: Designa mau-agouro de uma doença respiratória amaldiçoada que pode tomar conta de sua alma.

Lopadotemamachoselachogaleokranioleipsanodrimhypotirmmatosilphioparaomelitokatakechymenokichlepicossyphophattoperisteralektryonoptekephalliokigklopeleioagoiosiraiobaphetraganopterygon: É um prato grego.

TAUMATA­WHAKA­TANGI­HANGA­KOAUAU­O­TAMATEA­TURIPUKAKA­PIKI­MAUNGA­HORO­NUKU­POKAI­WHENUA­KITANA­TAHU: Cidade neo-landesa.

Agora que você leu tudo, Muito obrigado, você é uma pessoa FODÁSTICA!!! Se por acaso você não gostou, fôda-se, nem ligo! rs

14 comentários:

Anônimo disse...

Muito FODA esse texto
du caralho messmoo
Pqp como ri pra cacete lendo teu post kkkkkk
valeu porraaaa
Abraço brother!!!!
NATOOOOOOOOOO.

Carlos Rodrigo disse...

HAHAHAHA Vlw Nato! rs

Danielli disse...

Puta que pariu, muito foda mesmo teu texto, e palavrão é isso aí mesmo, é uma palavrinha mágica que desestressa e revigora, pow um foda-se bem mandado por exemplo te deixa mais leve e para quem não gosta de palavrão, FODA-SE ...
E vc meu amor é "pica" mesmo !!!!!
Beijooooo

Carlos Rodrigo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Vlw amore!
Teu coments foi DU CARALHO! rs
Bjo

Déo Gadelha disse...

Só tenho uma coisa a dizer:"-Caraaalhooo,porra, puta que pariu, vc é foda e seu texto mais ainda, tomar no cu hein!!!...kkkkkkkkkk

Carlos Rodrigo disse...

uashuHASUhuahsuhUASHa
tipo: A LOKA! rs

Renan disse...

Ficou foda esse post..rsrs...lembro de uma reportagem em que colocaram uma bacia de gelo e as pessoas eram pra colocar a mão ali e as pessoas que falavam palavrões aguentavam mais tempo....isso prova a utilidade que o palavrão tem....abraço Carlos

Carlos Rodrigo disse...

é verdade Renan! Eles nos Apaziguam! rsrs

Nay Ohana disse...

Ah, eu adorei o texto Carlão. PQP, sabe que palavrão é comigo memso, né! haha
Você é foda, escreve muito bem e seus assuntos são ótimos :D

te amo, porraaaaaaaa :b

Carlos Rodrigo disse...

hahahahaha Vlw TESÃO!!!
Bjxxxxxxxxxx

Anônimo disse...

REALMENTE ESSE TEXTO É ÓTIMO, MAS ELE SIMPLESMENTE TEVE O TRABALHO DE COPIAR O TEXTO DE LEANDRO HASSUM E MARCIUS MELHEM, NA PEÇA DE TEATRO "OS CARAS DE PAU"...

Carlos Rodrigo disse...

Prove isso... Eu vi a peça sim e me inspirei pra escrever, mas não cito sequer uma frase do texto deles, tudo que escrevi foi com a MINHA OPINIÃO! Ou você não leu o meu texto direito, ou não se lembra do texto da peça! Enfim...

Anônimo disse...

Todos a favor da TelexFREE
Apoem-nos nessa batalha
Pois sem batalha não a vitória

Anônimo disse...

Todos a favor da TelexFREE
Apoem-nos nessa batalha
Pois sem batalha não a vitória