quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Vida em reflexão.


As vezes precisamos parar...

Parar tudo, fechar os olhos e refletir, buscar respostas...

Respostas que estão em nós mesmos...

Perguntas que moram dentro de nós, e que as vezes nunca serão respondidas... Medos, indagações...

> Introspectivo eu penso <

O tempo é inexorável, passa sem volta... E aí, o que eu sou hoje??? Será que estou longe do que eu quero ser?

Busco caminhos, respostas...

Me vejo vagando em círculos por um lugar escuro, belo, ensolarado e tenebroso...

Eu não sei quem sou, e nem o que quero ser... Não ando me reconhecendo, mudo minhas vontades todos os dias...

Sou feliz, triste, sofro, perco e ganho em minutos... E a paranóia segue dia após dia...

Estou perdido em mim... Não sei onde estou, nem onde vou chegar...

O turbilhão vem com o vento, com a brisa leve que corre o mar e as gaivotas que ressoam leves ao encontro d’água...

Tudo segue seu rumo... E minha vida, pra onde vai? Será que perdi o prumo?

O cruzeiro no céu já não me indica caminhos, são brilhos de estrelas que morreram há séculos... Será que demoro a vê-las ou seu brilho é que chega atrasado? A certeza é que as vejo todas as noites...

E todas as noites penso... Como uma rotina delirante de caminhos entrepostos de felicidade e marasmo, sucessos e fracassos e uma dúvida constante...

A cada segundo eu perco um pouco de vida... Mas não é só comigo, todos somos assim, morremos um pouco a cada dia... Cada dia a mais na verdade é um dia a menos...

Então porque procurar caminhos, se ao final chegaremos todos no mesmo lugar?

Eu também não sei essa resposta... Mas sei que até chegarmos ao final, o que importa é como andamos, a forma pela qual trilhamos nossas vidas...

E motivo pelo qual essa inquietação não me deixa, me atormenta ao passo que me conforta...

Apenas um louco, tampouco, vagando na escuridão, horas sou luz, outras imensidão, horas sou mar, outras sertão, horas sou síntese, outras jargão, horas sou cultura, outras alienação, horas sou sábio, outras tesão, horas sou moço, outras vilão, horas sou frio, outras emoção, horas sou mente, outras dentre todas as outras... CORAÇÃO!

Assim... Um louco a vagar por aí... Chegarei ao lugar que tanto procuro???

Enveredo por entre meus pensamentos assombrosos e desconfiados...

> PARO, REFLITO <

Galgos passos... Novos compassos...

Ao final de tudo, apenas a certeza da mudança e de novas paisagens no caminho dessa vida que vai...

4 comentários:

Pinky disse...

Adoreiiiiiiii!!! Super me identifico!!! Bjss

Carlos Rodrigo disse...

hehe, Obrigado MUSA! bjxxx rs

Renan disse...

Achei bem pessimista, brochei legal lendo...rsrs

Carlos Rodrigo disse...

É... Típico de quem termina a Facu e fica desempregado! usahUHAShasHAU