domingo, 15 de maio de 2011

Funkeiras


Primeiramente eu não montei esse texto com a intenção criticar o Funk, até porque já tem milhares de pessoas pra fazer isso por mim (Eu não bato em “defunto morto”). #hehehe

“Segundamente” - Em todos os lugares que vejo algo escrito sobre o Funk, os funkeiros sempre são o foco das matérias e afins, tendo sempre uma breve pincelada sobre as mulheres que frequentam os bailes e escutam esse “estilo musical”. Por isso eu resolvi fazer um post sobre as funkeiras, então aproveite e deleite-se sobre essas mulheres incrivelmente escrotas (quer dizer) interessantes! #rs

Lááá no início, quando os dinossauros povoavam a terra, o Funk era um estilo até respeitável referente às suas letras, eu morava em Miguel Pereira e adorava os Raps que falavam desde o término sobre as brigas nos bailes até sobre as condições sociais dos favelados, da educação e da violência em geral.

Nessa época existia o famigerado Lado A, lado B. Sim, as pessoas iam pros bailes para brigarem umas com as outras, o baile meio que se dividia, enquanto a porradaria comia solta... Eu to escrevendo essa merda toda pois quero elucidar que nesse tempo, devido a esse fato, poucas mulheres iam aos bailes. Existiam alguns bailes em que não havia pancadaria, porém os mais famosos eram esses mesmos, em que socos e ponta-pés ritmavam com a batida alucinante e as letras até interessantes do funk.

Pois bem, as coisas mudaram... A pancadaria generalizada foi-se embora, e trouxe um novo Funk, agora com letras erotizadas que se repetem como “montagens” - como chamávamos antigamente esse tipo de merda que fica repetindo. *Exemplo* - Você, Você, Você, Você, Você, Você, Você quer?*

Hoje em dia as funkeiras tomaram seu espaço e mais que isso, roubaram a cena nos bailes, nos meios de comunicação e se tornaram tão ou mais importantes que os funkeiros - #Que merda hein!

Se nem Jesus agradou todo mundo, porque eu iria agradar...?" - OK, mas Jesus não fazia chapinha, gostava de funk ou ouvia música alta no celular.

Pois é... Primeiramente as funkeiras em geral são típicas “Raimundas”. Andam semi nuas pela rua e suas vestimentas são praticamente as mesmas, seja no baile ou no cotidiano de suas vidas (que não difere muito de um baile funk). *Uma vez estava em um banco no Centro do Rio, e entrou duas funkeiras, como descrito anteriormente, elas eram feias pra kraio e muito gostosas. Usavam um shortinho pouco maior que uma calcinha, um top ligeiramente maior que um sutiã e falavam extremamente alto. Mesmo quase nuas, foram barradas na porta giratória do banco, ali já se pode perceber o nível de educação daqueles seres: - Poha mulé, essas porta são foda merrrmo, pqp! Eu to sem nada rapÁ, você quer que eu arreie meu top? Só num tiro meu short porque tou sem calcinha!#

Assim elas entraram no Banco. - Lembro ter mencionado que estava no Centro do Rio e em horário comercial diga-se de passagem. #Prosseguindo... Já dentro da agência elas sacaram seu celular com som externo extremamente alto e subitamente o ligaram e botaram no máximo. Nesse momento eu já me encontrava do outro lado da agência, estava na fila do caixa e apenas observava a cena e de lá escutei as batidas - TUM tchátchá TUM Tum tchá, TUM tchátchá TUM Tum tchá... Enquanto elas dançavam ridiculamente e soltavam gargalhadas extremamente altas e forçadas. Quando saí da agência dei graças a Deus e lamentei pelos que ficaram lá agüentando aquelas malas!

As funkeiras de modo geral sonham em namorar um bandido, malandro ou traficante (Se o cara somar essas 3 “qualidades” é o bofe perfeito para elas).
Funkeiras são consumidoras assíduas de Kolene, batom vagabundo vermelho ou rosa e sandálias de salto MTO MTO MTO alto.
Funkeiras usam o bolso do short pra fora do short (essa é umas das coisas mais grotescas e ridículas que eu já vi uma mulher fazer, e PIOR... Essa moda vai além das Funkeiras, micareteiras e pagodeiras também utilizam dessa merda).

Já falei pra ser puta??? Ééé não posso me esquecer que Funkeiras são extremamente vagabundas. Se você garota, está entrando para o mundo do funk agora... Tome nota dessa dica extremamente importante...

“Quando te chamarem de puta por causa de Funk, diga que embora existam funkeiras assim, você não é uma delas, mesmo que você já tenha dado pro baile inteiro (coisa que se você ainda não fez, deverá fazer daqui pra frente, caso contrário, você não será uma funkeira “de elite”).”

Funkeiras costumam emprenhar cedo, difícil conhecer uma funkeira com mais de 15 anos que não tenha pelo menos 2 filhos, um chamado Weslleison, e outro Jonathan Cleisson ou Michael Jansen. #Detalhe, acho que elas nomeiam essas pobres crianças com esses nomes pra pelo menos uma vez na vida, falarem outro idioma - já que nem o português elas sabem falar direito! #hehehehe

Funkeiras quando vão à praia, sempre freqüentam os mesmos lugares, quase sempre já demarcados por alguma facção criminosa ou alguma favela, afinal, “As Funkeira são dos Cria, sakoé???”

Assim como os Funkeiros, as funkeiras não sabem o que é um fone de ouvido, um livro de português, e um preservativo.

Há um lado positivo nas funkeiras... Olhando pelo lado das feministas, as funkeiras são de forma geral modernas e estão um passo a frente quando se trata de relacionamentos. Expoente máxima desse movimento no Brasil, Tati Quebra Barraco diz em suas letras que *se ela paga o Motel, ela tem que gozar mesmo* *que não gosta de pirú pequeno* etc etc...
Outras funkeiras também fazem sucesso polemizando por aí como “A gaiola das popozudas” e tantas outras beldades... Sempre querendo seu lugar na sociedade, afinal... Se os homens cantam putaria, porque nós não podemos cantar também?

Eu já to ficando cansado de escrever sobre funkeiras, por isso vou terminar meu post por aqui mesmo, e você funkeira que leu essa merda... Por favor, não me processe!

*Apesar de que eu acho MUITO difícil que alguma funkeira saiba o que é processo* #hehehehe

19 comentários:

Débora disse...

Hahahaha...acredito q vc tenha pesquisado baste até escrever esse post,frequentou mto baile funk???
kkkkk
Mas ficou ótimooooo... rs
bjo bjo
seuprafrente!

Carlos Rodrigo disse...

HAHAHAHA Claro que sim neh... Baile Funk é o que há! hehehehe

marymj86 disse...

tú não presta............rsrsrs
mas vou ter que concordar com vc...kkk

mas vc é foda cara sou sua fã...rsrs

Carlos Rodrigo disse...

HAHAHAHA Vlw Mary!!!

Angélica disse...

eu li akii' e me racheii de rir !!
vc é o cara ! HAUHUSHAUHS

Carlos Rodrigo disse...

HAHAHAHA

Luciana disse...

um texto grosseiro , não digo na forma que vc escreveu , mas sim nos detalhes ...
tenho que concorda com vc ...
tudo isso é realidade !!!

Carlos Rodrigo disse...

Pois é... Um texto ácido, talvez grosseiro mesmo, enfim... Tô aqui pra POLEMIZAR!!! rs

MUNDO DIGITAL disse...

A PRINCIPIO VOCÊ É UM CALHORDA, ROUBA MEUS PENSAMENTOS, SÓ PORQUE TENHO PREGUIÇA DE ESCREVER, NÃO RETIRO NENHUMA PALAVRA, SE ALGUÉM AI ACHOU GROSSEIRO, ENTÃO É ISSO MESMO EM DETALHES, ESSE TIPO DE VIDA QUE ELAS ACHAM ESTAR ABAFANDO É GROSSERIA,VULGARIDADE PURA,JÁ VIVEM EM VERDADEIRO BAIXO NIVÉL PASSO LONGE QUANDO VEJO ALGO DO TIPO. MORE NUMA FAVELA MÁS NÃO A DEIXE MORAR DENTRO DE VOCÊ !!!
E TEMOS UMA AMIGUINHA AI QUE ACHA QUE VC SE MATOU DE PESQUISAR NE CAMACHO ??? RSRSRSRS, VC NUNCA ESTEVE NUM LUGAR COM TANTOS, GROSSEIRO, PROPREMATICOS, FRAMENGUISTAS ???? RSRS JÁ DISSE PORRA NÃO SABE PRONUNCIAR NEM SEU TIME DO CORAÇÃO MUDA PRA VASCO, É BEM MAIS FACIL DE FALAR NÃO ACHA ??? E SE VC AINDA TENTA AJUDAR OLHA NÃO É ASSIM QUE SE FALA RSRS, QUAL FOI RAPA EU FALO ERRADO MERMO PROPREMA MEU RSRSRS É FODA

cintia roberta disse...

Oi, vc pegou pesado, rs... Essas mulheres que vc atribuiu ao funk, vejo em todos os gêneros musicais e lugares, inclusive os considerados de alto nivel. Concordo com vc que nos bailes funk's existam num numero maior, mas é pq a realidade delas é essa e a maioria nunca saíram da favela, nem sabem que existe um mundo fora dela.
Mas vc é ótimo, escreve muito bem e tenho que concordar com a sua amiga Débora, vc pesquisou bastante, rsrs...

Carlos Rodrigo disse...

Pois é...
Gnt mal educada existe em QUALQUER lugar! Eu apenas fiz uma justiça ao falar das Funkeiras, uma vez que os FunkeiROS sempre são alvo de críticas e zuações, aí falei mal das mulheres também! Peguei pesado mesmo... hehehe

Daniele RSS disse...

Boa boa! Muito boa!
HAHAHAHA Concordo com tudo!

Carlos Rodrigo disse...

Sabia q vc iria concordar Dani... rsrsrs

Danielli disse...

Puts, esse foi um dos melhores... Concordo em gênero, número e grau. Polemizando sempre. kkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

só não acho que deveria generalizar !

Carlos Rodrigo disse...

Funkeira acima DETECTED!

Carlos Rodrigo disse...

Brincadeirinha... Tá Funkeira?! rsrsrs

Anônimo disse...

bom... tenho 17 anos e curto mt funk,mas curto mesmo... tenho uma irmã que curte comigo.

gosto de funk sim uso roupa curta, danço com os garotos etc...mas eu sei o q faço, ñ gosto de escandalos e ñ me ofereço e nem me gabo pra macho nenhum. so funkeira mas ñ idiota ñ tenho filhos,to terminando os estudos e nunk dei trabalho pra os meus pais, so funkeira sim mas diferente....

Carlos Rodrigo disse...

Sim, você sabe que eu escrevi o texto de forma irônica, já conheci Funkeiras que se dão ao respeito, e tbm sei que em qq meio existem mulheres iguais essas que citei, mas há de concordar que no meio do Funk, são poucas assim iguais a você. ;)